sexta-feira, 29 de julho de 2011

Pão de cristo (com fermento natural)


Ingredientes
Fermento

1 vidro de fermento
2 vidros de água filtrada
1 colher (sopa) rasa de sal
4 colheres (sopa) rasas de açúcar
4 colheres (sopa) rasas de trigo

Pão
1 vidro de fermento
3 ovos
1/2 xícara de óleo
1/2 xícara de açúcar
trigo até ficar sovado.

Preparo
Reproduzindo o fermento

Junte todos os ingredientes numa bacia e misture até ficar um líquido uniforme (sem bolinhas de trigo). Cubra a bacia com um pano e deixe fermentar até o dia seguinte. Para saber se o fermento já está pronto, observe se já formou uma 'nata' grossa por cima. Se já estiver com a 'nata' é porque está pronto. Com o auxílio de uma concha, divida o fermento em três vidros (divida a 'nata' igualmente entre os três vidros de fermento) e conserve-os na geladeira.

obs.:
* o vidro que utilizo para o fermento é o de 500g de nescafé.
* para fazer o fermento, você precisa já ter um vidro de fermento (uma muda, como alguns chamam). Nunca tentei, mas acho que se fizer uma solução de água, trigo, sal e açúcar e deixar descansar por um tempo (alguns dias) o resultado será o fermento natural (isto é, a muda).
* não use o último vidro de fermento, pois se usá-lo vc vai ficar sem. Quando utilizar o conteúdo do penúltimo vidro de fermento, pegue o vidro que restou e reproduza-o (assim vc não fica sem na hora de fazer o pão).


Fazendo o pão
Numa bacia coloque o conteúdo de um vidro de fermento, o açúcar, o óleo e os ovos e misture bem. Vá acrescentando trigo até a massa ficar sovada.
Cubra com um pano e deixe descansar por umas cinco horas (em dias quentes, pode deixar por menos tempo). Divida a massa e coloque nas formas para ir ao forno. Acenda o forno para esquentá-lo (cerca de 10 a 15 min).
Coloque o pão no forno e retire-o quando ficar moreninho (entre 45 min e 1 hora).


obs.:
* Essa receita é de família: comia este pão desde criança.
* Ela rende muito: lá em casa eram cinco pessoas a comer esse pão e dava para uns dois ou três dias.
* Eu costumo rechear os pães com brócolis, sobras de frango ou carne ensopada, queijo, etc. O problema é que, quando faço isso, o pão não dura nem um dia. hehehe
* Também gosto de adicionar farinhas integrais à farinha de trigo: centeio, farelo de trigo, gérmen de trigo, aveia, linhaça, etc.
* Minha mãe diz que o Pão de Cristo leva esse nome porque a pessoa que faz tem que ter 'uma paciência de cristo'. Já ouvi dizer que é porque que faz o pão tem que fazer a 'multiplicação do fermento'. Mas isso são só especulações...


Como não moro mais numa casa com cinco pessoas e meu marido prefere um pão mais salgado, mudei um pouco a receita do Pão de Cristo (por favor, não me acusem de heresia):
O fermento continua o mesmo.

Os ingredientes do pão da minha receita adaptada são:
1/2 vidro de fermento
2 ovos
1/4 xícara de óleo (ou duas colheres de manteiga)
1 colher (sopa) rasa de açúcar
1 colher (sopa) rasa de sal
trigo até ficar sovado

O procedimento é o mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arte nada mais é, do que reciclar e soltar a imaginação.

Berço para bonecas

Reciclado de rolo de papel