segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Como ensinar a criança a poupar dinheiro


Numa sociedade tão consumista como a que vivemos, é muito importante que as crianças aprendam, desde muito pequenos, a dar valor ao que têm e a conhecer os limites dos gastos. Como fazê-lo? Ensinando-os a manejar o dinheiro, a administrar os consumos, a saber o valor que tem cada coisa.
Quando falamos do valor de cada coisa, não nos referimos apenas ao preço de cada brinquedo, de cada roupa ou de cada livro, também referimos às contas de água, luz, de supermercado, etc. Tudo tem um preço e um valor. Para as crianças tudo parece cair do céu. Só precisamos ver suas cartinhas ao papai Noel, presentes de aniversário, ou de primeira comunhão. É importante que coloquemos em prática um plano de gestão para que as crianças aprendam a controlar-se, e não gastar mal o dinheiro.

As crianças podem e devem aprender como se pode contribuir para conter os gastos desde muito pequenos. Com tantos anúncios nos meios de comunicação, parece difícil, mas nada impossível. Alguns psicólogos sugerem aos pais que ensinem seus filhos a valorizar o dinheiro, que destinem a eles algum dinheiro a eles a longo prazo, e que permitam que eles administrem uma mesada semanal, ou alguma gratificação extra. Eles acreditam que as crianças é quem devem administrar entradas e gastos e assim estarem  mais para o futuro.

Existem muitas formas para ensinar as crianças a manejar o dinheiro e os gastos:


1- Através de jogos de mesa, como “Monopólio” ou “Banco Imobiliário”.
2- Explicando aos seus filhos a diferença entre o valor e o precço, entre a necessidade e o gasto.
3- Ensinando-as que tudo se consegue com esforço. Fazer a cama, guardar a roupa, os brinquedos, fazer as tarefas escolares, etc. é uma obrigação. Mas se seu filho fizer alguma tarefa extra, como colocar o lixo na lixeira, passar aspirador no interior do veículo, ajudar a guardar as compras do supermercado, ou estender a roupa, seria uma boa oportunidade para que lhes ofereçam uma pequena quantidade de dinheiro por cada serviço.
4- Ensina seu filho a economizar, criando metas para fazê-lo. Presenteie um cofrinho para que ele possa economizar para ir ao cinema com seus amiguinhos, para comprar um sorvete, ou um livro, brinquedos ou um tênis muito desejado.
5- É importante que tanto os pais como os tios e avós, estejam de acordo quanto a dar dinheiro à criança.
6- Dê exemplos ao seu filho. Eduque-se a você mesmo quanto aos gastos. O melhor ensino vem do exemplo dos pais.
7- Ensine ao seu filho que vale a pena não gastar em coisas desnecessárias. Melhor reduzir gastos para conseguir adquirir o que realmente se necessita.
8- Não se esqueça de premiar seu filho quando ele conseguir economizar. Os ânimos aumentarão seu esforço.

Como introduzir o dinheiro na vida das nossas crianças?
Como sabemos manejar dinheiro é uma habilidade que todos sabemos. Mas nem todos sabemos como devemos optimizar o uso do dinheiro planeando e poupando da melhor forma possível.
De forma a que esta habilidade seja melhor apreendida pelas crianças o melhor é começar a introduzir o tema dinheiro aos poucos e conforme a idade deles ir-lhes dando mais responsabilidade e aumentar o volume de dinheiro que lhes é entregue. 




aos 3 anos de idade
Quando for à padaria com a criança, por exemplo, dê-lhe o dinheiro para que pague o pão.





aos 4 anos de idade
Pratique o “jogo dos preços”: leve seu filho ao supermercado, mostre-lhe os preços de alguns produtos, enfatizando que os preços são variados, e, depois, apontando para dois produtos, peça-lhe que diga qual é o mais caro. Essa brincadeira pode ser feita com produtos alimentícios, roupas, eletrodomésticos, brinquedos etc.



aos 5 anos de idade
Nessa idade, toda criança gosta de atividades domésticas, por isso, envolva seu filho nos afazeres de sua casa. Quando forem à feira, por exemplo, dê-lhe dinheiro e encarregue-o da compra de alguns itens (mas deixe que ele faça tudo: escolha o produto, pague e receba o troco).






aos 6 e 7 anos de idade
A partir dos 6 anos de idade a criança já pode começar a receber algum dinheiro semanalmente. Tendo o dinheiro sob sua responsabilidade, ela começará a aprender a gerenciar seus gastos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arte nada mais é, do que reciclar e soltar a imaginação.

Berço para bonecas

Reciclado de rolo de papel