sábado, 3 de setembro de 2011

DESIDRATADOR SOLAR PARA FRUTAS E LEGUMES




Pode-se desidratar frutas e legumes em casa, no quintal, onde houver sol durante o dia todo. O modelo apresentado é leve e pode ser deslocado de um local para outro em busca do sol em locais menores.
Este processo permite que o sabor e a qualidade nutricional sejam mantidos sem adição de açúcar por osmose como nos pocessos industriais e, se corretamente preparados, podem durar até 2 anos, sem perder sabor, guardados em potes de vidro previamente esterilizados. Em casa, o mamão desidratado durou 1 ano, sem nenhuma alteração no sabor, com o pote sendo ocasionalmente aberto para uma beliscada, já que não era a fruta preferida.
Para as dietas vegetarianas, os alimentos desidratados são uma valiosa fonte de nutrientes, mas devem ser consumidos em menor quantidade que os frescos e bem mastigados para que se reidratem e sejam devidamente absorvidos pelo organismo.
‘Os alimentos secados ao sol passam por um processo de energização, são recomendados para períodos de restabelecimento físico mas não se deve abusar deles para não sobrecarregar o organismo (Figueira).’
Deve-se utilizar frutas levemente maduras, sem ferimentos, fungos ou esmagamentos. Para os produtores rurais, as frutas que não atingem tamanho ou formato adequado para comercialização, a desidratação é uma excelente alternativa. Agrega valor ao produto que seria descartado ou vendido muito abaixo do custo de produção.
MATERIAL PARA UM SECADOR SOLAR DOMÉSTICO
- 3 placas de isopor de 3cm de espessura de 1,00X0,50
- 3 tubinhos de cola para isopor
- 1 rolo de papel alumínio
- 1m de tela de nylon fina
- 1 pincel trincha de uns 3 cm para pincelar a cola
- uma moldura de madeira de 0,44X0,94m
- 200g de pregos torcidos de 18X27mm (telheiro onda 24) para fixar melhor cada parte junto com cola
- 1 grampeador para madeira, para grampear a tela esticada na moldura
- 1 vidro de 3mm de 0,55X1,10m lapidado nas bordas
1 placa de isopor servirá para o fundo. Corte a 2ª placa ao meio longitudinalmete para servirem de laterais e corte 2 pedaços de 0,25 por 0,50 da terceira placa para as laterais menores. Nestas, faça uma abertura horizontal de 30cm por 4cm de altura a uns 3 cm da borda inferior em uma e da borda superio da outra. Revestir toda a parte interna com o papel alumínio. Este modelo deve ficar sobre um cavalete ou mesinhas, longe da superfície do solo.

A bandeja de tela deve ficar entre a abertura de baixo e a abertura de cima

FRUTAS
As frutas a serem desidratadas devem ser previamente bem lavadas.
BANANAS: descascar e cortar longitudinalmente. Colocar sobre a bandeja com a parte do corte para cima, todas paralelas. Depois de seco, vira-se o lado de cima para baixo. Tempo no desidratador: uns 3 a 4 dias com sol constante
BANANAS VERDES: cortar em rodelas e depois de secas triturar para farinha
MAÇÃS: descascar e cortar em rodelas ou fatias. Acasca pode ser desidratada e usada para chá (seca em 1 dia e meio)
CAQUI: cortar o caqui duro em quartos ou 8 se for grande, tirar uma tira da casca do centro ou das laterais e colocar para secar como barquinhos (seca em 4, 5 dias)
MANGA: descascar no sentido do cabinho para baixo e fatiar
CARAMBOLA: cortar em fatias formando estrelinhas
MAMÃO: descascar, tirar as sementes e cortar em fatias. Depois de secar um lado, virar o outro lado para cima.
ABACAXI: descascar, cortar em rodelas com menos de 1cm, retirar a parte central redonda e desidratá-la à parte para ser usada como “chiclete”.
GOIABA: cortar a fruta em 4, tirar as sementes e cortar as partes em palitos finos que podem ser triturados após secos para produzir farinha. Para consumir é necessário reidratar. Fica muito dura.
PERA: o mesmo como a maçã
UVA : é a mais demorada para secar. Antes de iniciar o processo de desidratação, cada grão inchará. Antes de levar ao desidratador, lavar, debulhar do cacho e deixar de molho por 15 min em 1L de água com suco de 2 limões.
FRUTAS BATIDAS:
Pode-se desidratar frutas batidas no liquidificador, qdo um pouco mais maduras, como banana com mamão, banana e maçã, banana e abacaxi, mamão e goiaba, mamão e uva (2/3 de mamão para 1/3 de uva ou goiaba). Bater uma dessas misturas no liquidificador com um pouco de água. Forrar uma forma baixa retangular com filmito, colocar uma camada máxima de 1cm e depositar no fundo do secador sem a tela. Com sol quente constante em 3 dias estará pronta (qdo se soltar com facilidade do filmito)
De manhã, ou sempre que necessário, levantar o vidro e deixar escorrer a água condensada e recolocar. Levantar apenas para deixar escorrer.
Problemas: como o aroma exalado durante o processo é irresistível, quem passar por perto não vai resistir e beliscar, e no final pode restar pouco...
LEGUMES
Devem estar frescos e sadios e é preciso dispensar os mesmos cuidados que com as frutas.
Os que crescem sob a terra como a beterraba, cenoura, nabo, batatas, inhame e etc, devem ser descascados qdo não forem de plantio orgânico. Devem ser cortados em rodelas.
PIMENTÃO: tirar a “tampa” com as sementes e fatiar em tiras ou rodelas
CHUCHU, CENOURA, BETERRABA E BATATA (descascadas): lavar e cortar em rodelas finas ou palitos no ralador. Ideal para transformar em pó.
CEBOLA: cortar em rodelas
BERINJELA: cortar em rodelas
As frutas e legumes estão prontos quando bem sequinhos, como biscoito, para longo armazenamento. Para consumo em alguns meses, no caso das frutas, pode-se deixar com o interior macio. Depois de prontas, devem ser recolhidas após algumas horas de sol, ainda quentes, colocadas em pote de vidro estéril cuja boca deverá ser coberta com um pano preso com elástico até que estejam totalmete frias antes de fechar com a tampa. O ideal é utilizar produtos dá época e armazenar. Folhas devem ser secas à sombra em outro sistema.
O secador pode ficar no tempo em áreas rurais. Se chover ou estiver muito úmido, cobrir tudo com um plástico trasparente. Nas áreas urbanas, é bom recolher para que não seja levado embora.
O vidro do secador simples, deve ficar preso com elásticos ou tira de borracha.
Para um secador maior, o ideal é que seja construído em madeira, pode ser revestido com isopor e alumínio ou usar a manta de alumínio que se usa para forrar telhados. A madeira externa evita quedas bruscas na temperatura interna.
antes de usar e de tempos em tempos deverá ser desinfetado com solução de água e cloro e a tela lavada, pois sempre ficará resíduo grudado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arte nada mais é, do que reciclar e soltar a imaginação.

Berço para bonecas

Reciclado de rolo de papel