quinta-feira, 26 de abril de 2012

Como produzir composto orgânico através da compostagem?

Como produzir composto orgânico através da compostagem

Um dos maiores problemas ambientais da atualidade é a destinação do lixo. Todos nós podemos contribuir para minimizar esse problema, separando o lixo para reciclar. Existe, porém, uma parte dos resíduos que não é passível de reciclagem. Trata-se do lixo orgânico: cascas de frutas e ovos, restos de verduras, borra de café, ossos de frango, folhas, grama cortada, etc.
O lixo orgânico é rico em nitrogênio e outros elementos essenciais para os vegetais. Ele pode ser reciclado através de um processo de fermentação chamadocompostagem, o qual o transforma em um rico adubo (composto orgânico) para trazer mais saúde e beleza às plantas de sua casa.

Escolhendo uma composteira

Tipos de composteiras
Para fazer o composto orgânico caseiro você vai precisar de uma composteira.
Como composteira podemos utilizar vários tipos de recipientes, o essencial é que sejam grandes, bem ventilados e com aberturas para o escoamento da água. Podem ser utilizados:
  • tambores usados de ferro
  • tanques feitos de tijolos
  • grandes caixas de madeira ou de tela de arame,
  • ou cavar um buraco na terra, caso tenha quintal em casa.

Onde colocar a composteira

Embora as composteiras necessitem de água, luz e ventilação, devem ser colocadas em locais onde estes elementos não sejam excessivos.
O ideal é colocá-las à sombra, em local protegido de fortes ventos e onde a água da chuva possa escoar adequadamente.


Como fazer a compostagem


Lixo orgânico

  1. Forre o fundo da composteira com uma camada de aproximadamente 10 a 15 cm de folhas, galhos ou palha que são materiais secos que auxiliarão na aeração do composto e na absorção do excesso de água. Depois, regue para umedecer esta primeira camada.
  2. Adicione uma camada também de aproximadamente 10 a 15 cm de lixo orgânico. Umedeça.
  3. Adicione uma camada de terrasem compactá-la e umedeça.
  4. Depois, vá alternando uma camada de lixo orgânico com uma camada de terra , sempre em camadas de aproximadamente 10 a 15 cm e umedecendo as camadas para que a umidade da compostagem seja uniforme.
  5. A última camada deve ser de terra . Acomode a terra da última camada de maneira que cubra totalmente a camada de lixo orgânico logo abaixo.
  6. Tampe a composteira para evitar atrair insetos ou moscas que depositem ovos no composto.
  7. Regue e revire o composto com uma pá, de dois em dois dias para permitir melhor ventilação, depois tampe novamente.
  8. Na hora de regar, tome cuidado para não encharcar o composto que deve ser apenas umedecido.

Informações adicionais para o manejo de sua composteira

Processo de compostagem
Adicionar jornal umedecido ao lixo orgânico pode fazer com que este seja decomposto mais rapidamente. Isso porque os resíduos dos alimentos, vegetais, leite e cascas de ovos são ricos em nitrogênio enquanto o jornal é rico emcarbono .
É justamente o equilíbrio entre esses dois elementos químicos que, além de acelerar o processo da compostagem, torna o composto produzido mais rico para as plantas. Portanto, não exagere ao acrescentar o jornal umedecido: uma ou duas folhas para cada camada deve ser o bastante.
Como utilizar o composto
Outra dica que pode tornar o processo da compostagem duas vezes mais rápidoé adicionar à primeira camada da compostagem, algumas minhocas (podem ser adquiridas em lojas de jardinagem).
Como há fermentação no processo de compostagem, é normal que a temperatura chegue a 60 ou 65º C dentro da composteira. Somente quando o composto já estiver pronto, a temperatura deve ficar abaixo de 37º C.
Em aproximadamente três meses seu composto estará pronto . Ele estará com uma coloração de terra preta, com consistência solta, muito leve, e um cheiro gostoso de mato!
Agora é só aproveitar seu composto orgânico! Misture uma parte do composto com duas de terra e espalhe pelos seus vasos, hortas e jardins!
Plantas sadias trazem mais vida à decoração e ao paisagismo de sua casa.
Fonte:http://bbel.uol.com.br

Outra dica:


Cascas e restos de frutas, de legumes e verduras murchas ou que não servem para comer e que normalmente vão parar no lixo constituem matéria-prima essencial para se fazer um adubo natural. Apenas evite colocar nessa mistura cascas de laranja, limão, abacaxi e tomate porque são muito ácidos. 

Pegue uma caixa de isopor ou uma lata de óleo de 18 litros vazia e limpa. Meça da base para cima cerca de 8 centímetros e faça um furo lateral (para sair o chorume – líquido que se forma na decomposição desse material orgânico). Coloque os restos de vegetais e frutas no fundo e cubra com uma camada de terra. Podem ser feitas várias camadas sucessivas. Irrigue com água uma vez por semana. Pode ser usado o próprio chorume para isso. 

Após 15 dias, faça o primeiro tombamento, ou seja, passe o composto para um outro recipiente para que a parte de baixo venha para cima, e vice-versa. Repita essa operação a cada 15 dias. Depois de 40 dias o composto já estará pronto para adubar as plantas. O restante pode ser guardado em sacos plásticos ou em latas por tempo indeterminado. 

Inseticida Natural 


Hortaliças e ervas aromáticas usadas na alimentação devem estar livres de pragas, mas também de agrotóxicos. Para espantar mosquinhas, pulgões e outros visitantes indesejados, borrife as plantas com uma destas duas receitas caseiras: misturar um copo de água com um copo de leite ou dissolver duas colheres de sopa de sabão de coco em um litro de água. Esses inseticidas naturais não devem ser usados de forma preventiva, mas apenas no início do ataque dos insetos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arte nada mais é, do que reciclar e soltar a imaginação.

Berço para bonecas

Reciclado de rolo de papel