quinta-feira, 26 de abril de 2012

Como servir os brotos



 

saladinha-de-broto-de-alfafa


Transfira os brotos colhidos para uma vasilha funda, com água. Agite a água e os brotos vigorosamente com as mãos. Os brotos que oferecem cascas deverão soltá-las em grande parte. A agitação da água também permite limpar os resíduos metabólicos (açúcares) das superfícies dos brotos, o que evita a formação de gases no seu organismo.

Os sabores dos brotos não são primores para satisfazer nenhum gourmet, mas eles são tão saudáveis que uma dieta à base de brotos pode melhorar e muito a sua saúde. Portanto, experimente cada um em separado e veja quais as misturas que você mais gosta.

Se você ainda não está acostumado(a) aos sabores dos brotos, enriqueça a comida do dia a dia ou a salada. Alguns têm gostos mais picantes, outros mais amenos.

Experimente misturá-los ao Tofú (queijo de soja) com azeite de oliva e orégano (esfregue este entre as mãos antes de jogar sobre a comida).

Se você gosta de um toque doce, experimente cortar cubos pequenos de maçãs (sem casca e sem sementes) e misture com uvas-passas e com os brotos (inteiros). Misturar flores comestíveis (?capuxinhos?) também dão um toque especial.

Outras boas misturas são tahini (pasta de gergelim), babaganoug (pasta de berinjela com tahini) e a própria berinjela assada no forno (asse bastante no forno, bata, sem a casca, com algumas gotas de limão e azeite de oliva, no liquidificador). Ou seja: invente e tente! 


Brotos crus também são bons para misturar a sopas de legumes, principalmente às mais consistentes (batidas no liquidificador) como a de abóbora com ervilhas. Experimente a sopa de brotos colhidos a 1 ou 2 dias.

Saladas de brotos, temperadas à gosto, também são opções para quem não os aprecia in-natura

Lembre-se que todo alimento cozido perde as enzimas que ajudam na digestão, assim como boa parte da energia vital. Prefira comê-los crus ou misturados com cozidos.



Algumas dicas sobre brotos

Os brotos são 80% água, portando utilize, preferencialmente, uma fonte de água filtrada para molhá-los.

Antes de comê-los ou cozinhá-los, lave-os com água em abundância para retirar os resíduos metabólicos. Eles podem causar gases.

Veja com atenção as observações sobre cada uma das sementes citadas abaixo. Algumas não devem ser germinadas.

Para conservar os brotos de um dia para o outro, depois da colheita, coloque-os secos em um saco plástico, retire o ar e leve-os à geladeira. Não é aconselhável guardá-los por mais de um dia ou deixá-los de fora, pois perdem suas propriedades facilmente. Em restaurantes, se você sentir o gosto ou o cheiro meio azedo, prefira não comê-los.

Para evitar gases, que são causados pela comida que não foi totalmente digerida, tente o seguinte:

Mastigue bastante antes de engolir, de preferência misturando muita saliva à comida.
Evite comer com nervosismo ou stress.

Lave sempre ? e bem ? os brotos antes do consumo. Isto retira os açúcares (oligossacarídeos, ou carboidratos que produzem poucos monossacarídeos na hidrólise ? processo digestivo) criados na superfície pelos processos metabólicos.

Misture a eles uma pequena quantidade de gengibre ou açafrão (que é um tipo de gengibre), seja em pó ou frescos. Isto ajuda a digerir melhor as proteínas dos brotos.

Gengibre é considerado como um supremo ?digestor? de toxinas

Açafrão é considerado a melhor medicina pela Ayurveda

Brotos de ?fenugeek? são considerados excelentes digestivos. Pode-se adicionar ou as sementes na mistura de brotos ou os próprios brotos, que crescem rapidamente.

Erva-doce (funcho) pode ser ingerida como estímulo digestivo:
- Em pó (1 colher de chá), com água morna, 30 minutos antes da digestão;
- Na forma de brotos (demoram para crescer);
- Em sementes hidratadas, mastigadas após a refeição (ficam mais amargas).

Use temperos anti-gazes em pequenas quantidades, como o coentro e o cominho, em pó ou hidratados ou em brotos (de 1 a 1,5 dias).

Coma os feijões maiores somente depois de vários dias de germinação. Prefira os feijões que são menores (azuki, moyashi etc)

Evite os brotos de leguminosas, pois eles causam mais gazes.

Use temperos digestivos em pequenas quantidades, em pó ou hidratados ou em brotos, como o cardamomo (os frutos dele), a mostarda, o cominho e a canela.

Use óleos naturais, que são anti-gazes: tahini (óleo de gergelim), brotos de girassol (antes de germinarem as folhas), abacate, óleo de girassol, nozes em geral.


Sementes que são utilizadas para germinar brotos

Geralmente, qualquer semente que você compra para cozinhar servirá para germinar os seus brotos. Tenha apenas o cuidado de escolher sementes orgânicas (sem agrotóxicos), não-irradiadas (senão não germinarão) e não-transgênicas.

Elas são facilmente encontradas em lojas de produtos naturais e restaurantes vegetarianos e geralmente trazem a palavra ?orgânica? destacada na embalagem . Desconfie de sementes encontradas em supermercados ou que não constem como orgânicas.

Além das citadas abaixo, você poderá encontrar outras opções, mas vá com calma até se acostumar ao plantio.


 Características de algumas sementes 

Abóbora - {não indicada / faltam dados} - Experimente fritar um punhado em manteiga ou torrar as sementes no forno (mais saudável) e temperar com pimenta do reino e sal marinho.[5]

Alfafa - Difícil cultivo. Geralmente plantada na terra. Deve ser comida apenas depois de 6 ou mais dias.

Amêndoa - Sugestão: fazer leite dos brotos. O leite de amêndoas já é uma delícia.

Amendoim - Recomenda-se retirar a casca para aumentar a digestibilidade. O amendoim deve ser in-natura, não torrado ou com sal.

Arroz - Não é todo arroz que dá bons brotos e o gosto parece não ser muito apreciado pelos vegetarianos.

Aveia - Sugestão: fazer leite dos brotos.

Batatas - NUNCA germine, pois a semente é tóxica!

Ervilha - Regra para qualquer broto de leguminosas: Para comê-los crus, colha com pelo menos 7 a 10 dias de germinação, pois eles podem apresentar resíduos tóxicos se comidos antes. Para cozinhá-los, colha-os tranquilamente a partir do primeiro dia.

Feijões azuki, Moyashi, de corda e outros (excepto soja) - Regra para qualquer broto de leguminosas: Para comê-los crus, colha com pelo menos 7 a 10 dias de germinação, pois eles podem apresentar resíduos tóxicos se comidos antes. Para cozinhá-los, colha-os tranquilamente a partir do primeiro dia. O feijão de corda é o mais gostoso, na minha opinião (veja foto). O feijão preto não é recomendado para brotos, pois é mais tóxico.

Fenugreek (Feno Grego) - Gosto amargo, é uma erva que tem altas dosagens de proteína e complexo de vitaminas B. [fonte]. Embora tenha sido muito usada no Oriente Médio para aumentar a lactação [fonte], foi desaconselhado este uso por pesquisadora norte-americana [fonte].

Gergelim - Aconselha-se germiná-los sem casca, mas já ouvi que o germinam com casca mesmo. Como os brotos ficam amargos rapidamente, aconselha-se comê-los em até 1,5 dia.

Girassol - Sabor levemente picante.

Grão de bico - Tende a estragar rápido (ou a falhar na germinação), portanto escolha sementes mais novas e menores.

Lentilha - A marrom é mais facilmente encontrada. A vermelha parece ser mais difícil. O broto é muito saboroso. Experimente arroz com broto de lentilha à moda árabe. (Com 500 gramas de lentilha é possível prepararmos de 4 a 5 kg. de brotos. Ganha-se grande quantidade de Nutrientes com um alimento leve e muito saboroso[3]).

Linhaça (semente do linho) - Difícil cultivo. É considerada laxante, portanto não exagere na quantidade por refeição.

Milho - Cuidado com sementes tratadas com fungicidas! O broto tem gosto de milho crú (direto da espiga)

Milho para pipoca - Cuidado com sementes tratadas com fungicidas!

Mostarda - {não indicada / faltam dados}

Painço (milho miúdo) - Cuidado com sementes tratadas com fungicidas!

Rabanete - {não indicada / faltam dados}


Repolho - {não indicada / faltam dados}

Soja - Difícil cultivo. Geralmente plantada na terra. Aumenta em muito a quantidade de nutrientes após a germinação. A soja em si já é rica em nutrientes. A indesejável quantidade de sementes transgênicas torna a soja desinteressante. Algumas tentativas de cultivo no germinário foram em vão, pois não houve o desenvolvimento desejado e ocorreu fermentação (apodrecimento).

Tomates - NUNCA germine, pois a semente é tóxica!

Trigo - São muito fibrosos para serem comidos
após o segundo dia de germinação, mas há quem os aprecie logo após o primeiro dia. Ainda no período inicial, o sabor é levemente adocicado.

A gramínea é uma excelente desintoxicante sanguíneo (extrato coado ou sumo, misturado à água de ph alcalino - acima de 7 - e a sucos de maçã ou preferencialmente frutas cítricas).

Colha-as com 5 a 10 dias, bata no liquidificador com 100 a 200ml de água por uma a três vezes ao dia, pelo menos 1 hora antes de qualquer refeição.

Uma semana a um mês de ingestão do suco de capim de trigo faz milagres! Dores de cabeça e musculares, durante a primeira semana, são esperadas por causa da liberação de toxinas armazenadas principalmente nas gorduras do corpo.


 
Outros tipos de germinarios

Existem vários tipos de germinários, desde manuais, passando por semi-automáticos e até totalmente automáticos. Geralmente, os automáticos chegam a alcançar custos altos e não são facilmente encontráveis no Brasil. Como o nosso clima é bem diferente do europeu e do norte americano, acho arriscado comprar um vindo destes países.

O mais fácil de fazer e de adaptar é o ?saco de linho?. Ele forma uma mini-estufa para os brotos germinarem. Note que o saco é preto, mas o linho provê a respiração dos brotos. O ritual é simples: coloque a boca do saco na torneira (de um filtro de parede ou com um certo fluxo d?água) e deixe a água fluir por alguns segundos por entre os brotos. Depois, pendure novamente o saco em algum lugar arejado, sem vento e sem incidência direta da luz do Sol.

Alguns brotos se adaptam bem, mas outros mofam rapidamente. O aconselhável, para quem quer utilizar este método, é colher os brotos antes que haja qualquer mofo, ou seja, de 1 a 4 dias do início da germinação.

Fonte:http://pt.petitchef.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arte nada mais é, do que reciclar e soltar a imaginação.

Berço para bonecas

Reciclado de rolo de papel