sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Passo a passo "Mini Estufa"



Eu falo sempre dessas mini estufas, mas nunca coloquei aqui o passo a passo. Super fácil de fazer e funcionam de verdade. Eu já germinei um montão de sementes nelas, e tenho mais um montão germinando.
"FAZENDO UMA MINIESTUFA DE GARRAFA PET
A Miniestufa é uma ótima opção para quem não tem espaço para cultivar ou tempo para ficar cuidando. É ideal para a germinação de sementes e também para fazer mudas. É bem simples e não tem mistério nenhum, consiste basicamente em pegar duas metades de garrafas Pet (uma de diâmetro maior - Base - e outra menor - Cobertura ou Tampa) e encaixar uma na outra.

Passo a passo para uma miniestufa

- BASE: Cortar a metade inferior de uma garrafa Pet grande (a de Coca-Cola de 2,5L é a maior, mas podem ser usadas de outros tamanhos). Use um estilete seguindo o próprio contorno da garrafa como guia para o corte. Essa será a base da miniestufa.

- TAMPA: Qualquer outra garrafa Pet de diâmetro menor (não muito pequena para não escorregar até o fundo da base). Pets de 2,25 e se 2L de Coca-Cola servem perfeitamente na base de Pet de 2,5L. Corte com um estilete seguindo o contorno da própria garrafa. Se for usada uma garrafa Pet lisa (como a de Pepsi), cortando-a no meio, tanto o fundo quanto a parte da tampinha podem ser usadas como tampas de miniestufas (servem na base de Pet de 2L e outras).

OBS: As partes já cortadas devem ser lavadas com água e sabão antes de serem usadas (não esqueça de retirar os rótulos). Quando for reaproveitar uma miniestufa, lave com esponja, água, sabão e cloro para retirar restos de substrato antigo, algas e evitar a disseminação de patógenos. Nunca reaproveite substrato antigo.

A BASE da miniestufa é sempre maior (em diâmetro) do que a TAMPA porque a umidade que se condensa na tampa escorrerá pela parede da miniestufa DE VOLTA para o substrato. Se a tampa for maior (mesmo que esteja bem ajustada na base) a água escorrerá para fora e a miniestufa secará. A grande vantagem da miniestufa é manter um ambiente favorável ao desenvolvimento das sementes e mudas sem a necessidade de ficar regando toda hora. No começo é bom dar uma checada de 2 em 2 semanas até se familiarizar com o sistema, mas é raro precisar regar.

Observações Importantes

- É altamente recomendado o uso de Substrato pronto para Floreiras por sua alta qualidade e ausência de patógenos. Use uma quantidade compatível com o desenvolvimento inicial da planta. É fácil verificar quando as mudas pegaram pelas raízes visíveis no fundo da miniestufa transparente. A estadia na miniestufa é temporária, afinal é só um berçário, assim que a planta estiver desenvolvida deve ser transplantada para um vaso ou local definitivo.

- É bom deixar a Miniestufa em local bem iluminado para favorecer o desenvolvimento das plantas (pode até pegar o Sol da manhã ou da tarde), só não pode ficar no Sol o dia inteiro porque as mudinhas vão cozinhar lá dentro. Quem mora em áreas de clima ameno não tem tanto problema, mas o pessoal do litoral (verão o ano inteiro) não pode se descuidar.

- Prefira dias frios ou chuvosos para tranplantar a muda da Miniestufa para um vaso ou local definitivo porque a planta demora um pouco para se adaptar ao novo ambiente e vai murchar (ou até morrer) se o tempo estiver muito quente. Se for plantada no local definitivo a muda deve ser protegida do Sol direto nas primeiras semanas. Dê atenção especial a plantas sensíveis (rosas, violetas, etc.), só quando começarem a brotar é sinal de que já se adaptaram.

- A vedação da miniestufa é boa (as formigas não vão conseguir entrar), mas não é perfeita, portanto não se preocupe que as plantas não se sufocarão.

- Só use galhos saudáveis e isentos de doenças para fazer mudas. Faça uma desinfecção prévia mergulhando-os por 20 minutos em uma solução de 2ml de detergente + 2 colheres (sopa) de cloro para 1L de água.

- As garrafas Pet também servem como vasos desde que se façam furos de drenagem. É econômico e ecologicamente correto. "

 


Preparar o solo dentro da mini estufa


Este passo a passo tenta de uma forma simples mostrar um dos métodos mais utilizados para germinar sementes.
Isto quer dizer que não têm necessariamente de ser plantas carnivoras, pode utilizar para outras culturas.

Deverá ter em atenção que as duas plantas que vou utilizar neste passo a passo não necessitam de "cuidados" especiais antes de colocar as sementes no solo. Lembro que a grande maioria das sementes necessitam um catalizador para que seja possível germinar. Algumas devem passar semanas ao frio, outras devem "sentir" fumo, etc.. existem métodos específicos para cada espécie. Mas essas técnicas não vão ser faladas aqui, mas sim discutidas em artigos na categoria "sementes".

Bem, vamos lá acabar a conversa! e fazer germinar as ditas :)


1-Sementes
2-Mini-estufa (em lojas de jardinagem 10€)
3-Água destilada
4-Potes para sementes x2 (em lojas de jardinagem 1€)
5-Esfagno
6-Preparado para carnívoras (ou turfa simples)

Em loja de jardinagem ou mesmo em hiper na secção de plantas, encontra sem dificuldade este material. Pode sempre colocar um vaso raso rectangular na substituição dos pequenos individuais, sem problema.


Coloque a turfa nos vasos individuais.
(Pode optar primeiro por humidificar, coloque dentro de um saco plástico com água destilada e misture bem) ou como neste caso humidificar depois.

Coloque o esfagno dentro de um saco plástico com água destilada para fica bem impregnado.
Ponha o esfagno já saturado de água dentro da estufa, metade do lado esquerdo o resto do outro lado.
Coloque os vasos individuais dentro da estufa e sature a turfa de água. Ao colocar a água mexa bem a turfa até ficar empapada.

A turfa deve estar equilibrada em todos os vasos, coloque mais turfa onde a quantidade for menor e mexa com o garfo de plástico. Encha de solo até ao cimo dos vasos individuais.





Neste passo a passo, cada vaso irá receber de 1 a 2 sementes, se tiver um vaso único tente colocar semente um pouco espaçadas entre elas, as plantas depois de germinadas necessitam espaço.

Feche a mini estufa deixando as aberturas, para poder ser possível a evaporação da água. Coloque à luz directa do sol durante uma tarde.




Um Guia passo a passo Simples a Construir uma Estufa

Planejamento cuidadoso é necessitado ao comprar ou mesmo tentando construir o própria estufa. Não subestime a importância de planejamento - pode querer dizer horas de tempo poupado! Você deve considerar vários fatores receber o estufa sistema ideal que você necessita para seu tipo de plantas. Tal planejamento deve tomar em iluminação de consideração necessita que determinará a quantia de luz que você deseja para sua estufa.
As estufas entram uma variedade larga de estilos e tamanhos. Você pode achar estufas de premade que lhe darão todas as opções que você pode pensar em, inclusive uma variedade de projetos, tamanhos e preços melhor acomodar seu orçamento. Você pode achar uma série de materiais diferentes, inclusive plástico, polycarbonates, vidro, madeira parcial, alumínio e mais que compõe sua estufa. Se você constrói o próprio, você pode achar mesmo mais materiais que você pode usar.
Você achará assuntos semelhantes se você compra ou se você constrói uma estufa de premade. Você terá que resolver algumas perguntas em sua estufa.
Você terá que compreender-se que tipo de fundação que você quer, inclusive nenhuma fundação absolutamente. A maioria de vezes, no entanto, sua fundação será ou cascalho, madeira ou cimento. Você mesmo pode achar fundações de tijolo. Você terá que decidir se você quer cobrir sua fundação com linóleo, ladrilho ou carpete em topo disso, dependendo de sua preferência e onde você vive. Você pode procurar chão esquentar sistemas para manter seu toasty de chãos aquecer durante as estações frias. Estes sistemas, no entanto, levarão tempo limpar e fundos de investimento.
Você deve fazer um estudo da espécie de árvores em sua vizinhança e quantas árvores existir. Isto influenciará quantas horas de luz do sol direta que você recebe. Você deve ser armado com algum conhecimento de seu tempo local e padrões de clima ajustar com a neve ou condições chuvosas. Você deve verificar que a estufa é construída para lidar com os elementos que você impõe em ele.
Depender de sua localização geográfica, você achará estufas que melhor podem acomodar seu arredores. Nos estados do norte, você verá menos luz do sol nos meses de inverno e tem que lidar com uma alta quantia de neve, mas você pode achar estufas que ajudarão você ao redor destes fatores, inclusive acender e sistemas elétricos de calefação proteger suas plantas e flores.
A quantia de calor e vapor na área também afetarão suas plantas. Os verões podem ser mais secos em algumas áreas do país que em outros, então estes secam áreas necessitar mais água que áreas mais luxuriantes gostam da área Nordeste de New Hampshire.
Assegure o tamanho de sua estufa complementa o tamanho de sua propriedade. Você necessitará um ideal plano de área para sua estufa. Você não quererá uma área que é exposta dar corda nem é bloqueado por árvores se você deseja luz do sol mais direta em sua estufa. Você pode achar árvores que bloquearão chuva e a luz do sol então dependendo de o que você pálido fazer com sua estufa, você terá que procurar fora estas coisas no própria propriedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arte nada mais é, do que reciclar e soltar a imaginação.

Ocorreu um erro neste gadget