terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Lista de Plantas Contra Indicadas na Gestação e Lactação


 
Nome botânicoNome comumRestriçãoMotivo
Aloe veraBabosaGestaçãoHemorragia e aborto
Anemopaegma sp  CatuabaGestaçãoAborto
Angelica archangelicaAngelica européia GestaçãoHemorragia e aborto
Aristolochia spJarrinhaGestaçãoContrações e aborto
Arnica montanaArnicaGestação AmamentaçãoHemorragia e aborto Vômitos e cólicas
Artemisia absinthiumLosnaGestação AmamentaçãoContrações e aborto Cólicas e convulsões
Cassia sennaeSeneGestação AmamentaçãoContrações e aborto Diarréia no lactente
Cassia toraMata pastoGestaçãoContrações e aborto
Chenopodium ambrosioidesErva de Stª MariaGestação AmamentaçãoContrações e aborto Vômitos e torpor
Cinnamomum cassiaCanelaGestaçãoPIG
Coix lacrima-jobiLágrimas de N. SªGestaçãoContrações
Commiphora myrrhaMirraGestaçãoHemorragia e aborto
Copaifera spCopaíbaGestação AmamentaçãoTeratogenicidade (?) Cólicas e diarréia
Cynara escolimusAlcachofraAmamentaçãoRedução do leite
Datura estramoniumTrombetaGestaçãoAborto
Dianthus superbusCravo dos jardinsGestaçãoAborto
Elephantopus scaberErva grossaGestaçãoContrações e aborto
Equisetum arvenseCavalinhaGestaçãoDef. de tiamina
Euphorbia pilulíferaErva andorinhaGestaçãoContrações e aborto
Glycine maxSojaAmamentaçãoRedução do leite
Harpagophytum spGarra do diaboGestaçãoRetardo do parto
Hedera helixHeraGestação AmamentaçãoContrações e aborto Febre e convulsões
Leonurus sibiricusErva macaéGestaçãoContrações e aborto
Maytenus ilicifoliaEspinheira santaAmamentaçãoRedução do leite
Melia azedarachAzedaraqueGestação AmamentaçãoPIG e aborto Vômitos e diarréia
Mentha piperitaHortelãGestaçãoTeratogenicidade
Mikania glomerataGuacoGestaçãoHemorragia
Myristica fragansNoz moscadaGestaçãoAborto
Paeonia spPeôniaGestaçãoTeratogenicidade
Phyllantus niruriQuebra pebraGestação AmamentaçãoAborto Cólicas e diarréia
Pilocarpus jaborandiJaborandiGestaçãoContrações e aborto
Plantago majorTransagemGestaçãoContrações
Polygonum acreErva de bichoGestaçãoHemorragia e aborto
Portulaca oleraceaBeldroegaGestaçãoContrações e aborto
Prunus persicaPessegueiroGestaçãoPIG e aborto
Punica granatumRomãGestaçãoContrações e aborto
Ramnus purshianaCáscara sagradaGestação AmamentaçãoContrações e aborto Cólicas e diarréia
Rheum palmatumRuibarboGestação AmamentaçãoContrações e aborto Diarréia no lactente
Smilax spSalsaparrilhaGestaçãoAborto
Solanum paniculatumJurubebaGestaçãoAborto
Tabebuia spIpêGestaçãoTeratogenicidade
Zanthoxilum spTinguacibaGestaçãoHemorragia e aborto

http://www.vivatranquilo.com.br/saude/colaboradores/proplan/mat2.htm

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Alimentos industrializados: Corantes, espessantes, gordura trans e outros produtos faz mal a SAÚDE

Alimentos industrializados: Corantes, espessantes, gordura trans e outros produtos podem fazer mal


Gordura trans, vegetal ou hidrogenada, espessantes, acidulantes, ácido cítrico, ciclamato de sódio, aspartame, conservante antimofo. Você sabe o que está colocando no seu prato quando consome produtos industrializados que contêm esse bando de ingredientes e qual a relação deles com sua saúde? A maioria das pessoas, não. Devido à sua praticidade, os industrializados ocupam uma parcela cada vez maior no mercado de alimentos — afinal, o único trabalho que se tem é o de abrir a embalagem e colocá-la, geralmente, no forno de microondas. Definitivamente, os industrializados vieram para ficar, pois representam uma solução confortável para a vida corrida de um mundo cada vez mais globalizado.
Esses alimentos, entretanto, podem ser uma verdadeira armadilha para a saúde, causando alergias, doenças cardiovasculares e até câncer quando consumidos demasiadamente, segundo o nutrólogo Ênio Cardillo Vieira, professor emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e vice-presidente da Academia Mineira de Medicina. Reportagem de Ludmylla Sá, no Correio Braziliense.
“Para tornar esses alimentos mais vistosos, práticos e duráveis, os fabricantes se valem de algumas dezenas de aditivos químicos. Os mais comuns são os corantes, aromatizantes, conservantes, antioxidantes, estabilizantes e acidulantes. São eles os responsáveis por dar sabor, cheiro e aspecto naturais aos alimentos industrializados, além de maior durabilidade. Os embutidos e os enlatados, ou seja, os alimentos cárneos, que dominam a nossa vida, caso dos hambúrgueres, defumados e salsichas, são os grandes vilões”, ataca. “Eles têm alto índice de nitrito, uma espécie de conservante que pode produzir nitrozanina, substância altamente cancerígena. No Japão, há um índice elevado da doença atribuído ao alto consumo de defumados.”
Outra grande vilã é a gordura vegetal hidrogenada, amplamente conhecida como gordura trans. Ela está presente na maioria dos alimentos, como biscoitos (recheados e waffers) — nos quais também são encontrados conservantes, antimofos e corantes —, salgadinhos empacotados, batatas fritas, tortas e bolos prontos, pães doces, pães de forma, sorvete, achocolatados prontos, margarina, requeijão cremoso, pipoca para microondas, temperos prontos, em tabletes ou em pó. “A diferença da margarina para o plástico, inclusive, é de apenas uma molécula”, acrescenta o nutrólogo.
Colesterol
Adotada pela indústria como alternativa à gordura de origem animal, conhecida como saturada, a gordura trans foi considerada, por um tempo, por ser de origem vegetal, pouco ofensiva à saúde. Estudos posteriores, porém, descobriram que ela é ainda pior que a saturada, pois aumenta o LDL (colesterol ruim) e baixa o HDL (colesterol bom), causando doenças, sobretudo cardiovasculares, como infarto do miocárdio e derrame cerebral, de acordo com Cardillo. “A gordura de origem animal, por seu lado, não diminuiu os níveis de HDL no organismo”, acrescenta.
A aceleração da vida moderna torna uma tarefa árdua saber o que realmente está sendo ingerido, na avaliação da especialista em nutrição Maria Isabel Correia, professora do Departamento de Cirurgia da UFMG. “Se pudéssemos trocar o bolo vistoso daquela confeitaria famosa pelo que fazemos em casa seria o ideal, porque saberíamos o que realmente estaríamos adicionando e, posteriormente, comendo. Como é difícil, o ponto-chave é saber o que é bom e o que é menos ruim, pois, na correria do dia a dia, vamos comê-lo invariavelmente. A dieta ideal é a mais natural possível, o que é quase impossível na nossa rotina”, pondera.
De qualquer forma, é bom que os hábitos alimentares sejam reavaliados, segundo Ênio Cardillo, e, sobretudo, o estilo de vida. Assim, será possível evitar uma série de malefícios à saúde, principalmente o câncer. “Pesquisas do Instituto Nacional do Câncer mostram que o câncer é uma doença de estilo de vida e 30% dos casos são causados pelos maus hábitos alimentares”, acrescenta Maria Isabel.
Então, é bom abrir o olho e ler, tintim por tintim, os rótulos dos alimentos, segundo Maria Isabel. Eles devem trazer, por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), todas as informações referentes ao conteúdo dos alimentos, como a quantidade de colesterol, de cálcio e de ferro e também se o produto apresenta quantidade igual ou superior a 5% da ingestão diária recomendada (IDR) desses itens.
Inimigo oculto
ALGUNS ADITIVOS E OS EFEITOS COLATERAIS DOS CONSERVANTES
» ANTIOXIDANTES: são compostos que previnem a deterioração dos alimentos por mecanismos oxidativos. A oxidação envolve a adição de um átomo de oxigênio ou a remoção de um átomo de hidrogênio das moléculas que constituem os alimentos. Os mais usados são ácido benzoico, nitratos e nitritos. Podem causar alergia, distúrbios gastrointestinais, dermatite, aumento de mutações genéticas, hipersensibilidade, câncer gástrico e do esôfago.
» CORANTES: podem ser naturais ou sintéticos — esses, geralmente em pó ou em grãos, são tóxicos. Como, porém, a concentração usada é muito pequena, não chega a ser preocupante. Mesmo assim, certos corantes permitidos no Brasil (a exemplo do Allura) foram proibidos em vários países (como o Canadá), porque podem causar p reações alérgicas, convulsões e câncer.
» ESPESSANTES OU ESTABILIZANTES: a principal função é aumentar a viscosidade do produto final, bem como estabilizar emulsões. A formação e a estabilização de espuma em vários produtos também são efeitos desses aditivos. Podem provocar irritação da mucosa intestinal e ação laxante.
» UMECTANTES: responsáveis por manter o alimento úmido e macio. No coco ralado, por exemplo, é adicionada glicerina. Nos marshmallows, adiciona-se monoestearato glicérico. Podem causar distúrbios gastrointestinais e da circulação pulmonar.
» ACIDULANTES (ÁCIDO ACÉTICO): aumentam a acidez, ou simplesmente dão ou intensificam o sabor ácido. Pode ajudar na conservação, por atenuar o aparecimento de certos microorganismos ao aumentar o Ph do meio. Aumentam ainda a eficácia de conservantes. Quando usados demasiadamente, podem provocar cirrose hepática, descalcificação dos dentes e dos ossos.
» FLAVORIZANTES: são responsáveis por dar ao produto industrializado sabor característico ao in natura. Podem causar câncer e alergias.
» GORDURA TRANS: é a gordura vegetal transformada em gordura sólida. Também conhecida como óleo hidrogenado, é usada para dar crocância e consistência aos produtos industrializados. Causa obesidade, câncer de mama e doenças cardivasculares, em decorrência do aumento do colesterol ruim e da diminuição do colesterol bom.
» AGENTES ADOÇANTES: estão presentes em produtos destinados a consumidores que precisam de restrição calórica, portadores de diabetes ou pessoas que têm problemas ao ingerir certos açúcares. Os mais usados na indústria são o aspartame e os elaborados a partir de ciclamato de sódio e sacarina sódica, que podem provocar câncer, o que ocorreu com estudos em ratos. Por isso, embora vendidos livremente no Brasil, foram proibidos nos EUA, ainda que sem testes em seres humanos.

Conservador ou Conservantes: a substância que impede ou retarda a alteração dos 

alimentos provocado por microorganismos ou enzimas.

  Estabilizante ou Emulsificantes: a substância que favorece e mantém as características


 físicas das emulsões e suspensões.

 Espumífero e antiespumífero: a substância que modifica a tensão superficial dos alimentos 

líquidos.

Códigos de rotulagem de certos aditivos em alimentos de acordo com a legislação brasileira.

Códigos Classe de Aditivos


H - Acidulantes


A - Antioxidantes


AT - Antiespumífero


AU -  Antiumectante


C - Corante


EP - Espessante


ET - Estabilizante


P - Conservador


U - Umectante

ACIDULANTE:

Ácido adípico.................................…
Ácido cítrico.................................…
Ácido fosfórico...............................…
Ácido fumárico................................…
Ácido glicônico...............................…
Ácido glicólico...............................…
Ácido lático..................................…
Ácido málico..................................…
Ácido Tartárico...............................…
Glaucoma daltalactona............................…

ANTIOXIDANTE

Ácido ascórbico...............................…
Ácido cítrico.................................…
Ácido fosfórico...............................…
Ácido nordihidroguaiarético...................…
Butil-hidroxianisol (BHA)...................................…
Butil-hidroxitolueno (BHT)...................................…
Citrato de mosoisopropila..........................…
Fosfolipídios (lecitina)..............................…
Galato de propila ou de duodecida ou octila..................................…
Resina de guáiaco.................................…
Tocoferóis............................…
Etileno-dinamino-tetracetato de cálcio e dissódico (EDTA)..................................…
Citrato de monoglicerídio..........................… .XIII
Tércio-butil-hidroxiquinona (TBHQ) -.................................Obriga… a declaração por extenso

ANTIUMECTANTE

Carbonato de cálcio..................................…
Carbonato de magnésio................................…
Fosfato tricálcico..............................…
Citrato de ferro amoniacal...............................…
Silicato de cálcio..................................…
Ferrocianeto de sódio...................................…
Alumínio-silicato de sódio...................................…
Dióxido de silício.................................…

AROMATIZANTE-FLAVORIZANTE

Essências naturais................................…
Essências artificiais.............................…
Extrato vegetal aromático...............................…
Flavorizante quimicamente definido................................…

CONSERVANTE

Ácido benzóico................................…
Ácido bórico..................................…
Ésteres do ácido p-hidroxibenzóico.......................…
Ácido sórbico.................................…
Dióxido de enxofre e derivados...............................…
Antibióticos: oxitetraciclina e clorotetraciclina.......................…
Nitratos..............................…
Nitritos..............................…
Propionatos...........................…
Ácido dihidroacético (dihidroacetato de sódio)..................................…

CORANTE

Corantes naturais................................…
Corantes artificiais.............................…
Caramelo..............................… de declaração

ESPESSANTE

Àgar-agar.............................…
Alginatos.............................…
Carboximetilcelulose sódica..................................…
Goma adragante...............................…
Goma arábica.................................…
Goma Caraia..................................…
Goma Guar....................................…
Goma Iataí...................................…
Mono e Diglecerídeos...........................…
Musgo Irlandes (Caragena)..............................…
Celulose microcristalina.........................…

ESTABILIZANTES

Fosfolipídeos.........................…
Goma Arábica.................................…
Mono e Diglicerídeos...........................…
Polifosfatos..........................…
Óleo vegetal bromado.................................…
Citrato de sódio...................................…
Lactato de sódio...................................…
Estearoil-2 -Lactil-lactato de cálcio ou sódio...................................…
Polisorbato-60........................…
Celulose microcristalina.........................…
Goma Guar....................................…
Alginato de propileno glicol..................................…
Fosfato dissódico...............................…
Tartarato de sódio...................................… ET.XXIX

EDULCORANTES

Sacarina..............................…

HUMECTANTE

Glicerol..............................…
Sorbitol..............................…
Dioctil - Sulfossucinato de sódio...................................…
Propilenoglicol.......................…
Lactato de sódio...................................…

Legislação

No Brasil quem regulamenta um aditivo alimentar (para poder ser usado) é o ministério da saúde. Neste ministério, existe um órgão responsável por isso que é o DINAL (divisão nacional de vigilância em alimentos).

Em termos de mundo quem faz a regulamentação é o FAO-CODEX ALIMENTARES.



fontehttp://www.ecodebate.com.br

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Experiências de química




Xenoestrogênio – Quais os perigos para a saúde?



Você sabe o que são os Xenoestrogênios? O nome já indica tudo: Xeno significaestranho e estrogênio é o nome do hormônio especialmente presentes em mulheres, embora homens também tenham em menor quantidade.
Então seria algo como “Estrogênio estranho”, ou seja, é uma substância química que consegue enganar nossos receptores, que os faz pensar de que se trata de estrogênio, quando na verdade é uma substância muito prejudicial para a saúde.

O que são os Xenoestrogênios?

Xenoestrogênios entram em nosso organismo de diversas maneiras: Através de alimentos, ar, água, contato com diversos produtos que temos na cozinha ou no banheiro, como detergentes, shampoos etc.
Essas substâncias, dentro do organismo, imitam o estrogênio, enganando os receptores (portas por onde o hormônio entra na células), porém ao entrar dentro das células, seus efeitos são nocivos para a saúde a médio e a longo prazo.
Segundo os cientistas, os xenoestrogênios podem ser a principal causa do aumento de mulheres que sofrem com cólicas fortíssimas, assim como doenças que antigamente eram raras e só apareciam em mulheres mais velhas como infertilidade, endometriose, ovários policísticos, câncer de mama, câncer de útero.
O Xenoestrogênio é um fantasma assustador e invisível e muitas vezes não nos damos conta do quão prejudicial ele é, pois ele age lentamente no organismo e nos envenena aos poucos.

Copos plásticos x Xenoestrogênio

Uma das formas mais comuns de ingerir Xenoestrogênio, é ao usar copos plásticos para beber líquidos quentes, como cafés, leite, chás, chocolate quente, etc.
O plástico quando aquecido, libera Xenoestrogênios, portanto, naquele cafezinho que você toma todo dia na empresa, não está somente a cafeína… está também os Xenoestrogênio, que tornam a cafeína fichinha dentre os vilões para a saúde. Quando colocamos uma vasilha plástica com alimentos para aquecer no microondas, também ocorre o mesmo.
O plástico libera os Xenoestrogênio, que inevitavelmente irá contaminar sua comida. Mas por que o plástico libera essa substância? Porque os Xenoestrogenos se originam de todos os derivados do petróleo e o plástico é um deles.
Mas não pára por aí não. O Xenoestrogênio pode estar presente também em carnes de animais alimentados com hormônios do crescimento, pesticidas químicos e herbicidas usados em hortas e agricultura e que acabam vindo à nossa mesa.
Produtos químicos como os de limpeza como detergente, para cabelo como shampoos e Sprays, cosméticos como perfumes e desodorantes e produtos de beleza em geral como esmaltes, maquiagem, batons também podem conter essa substância. A verdade é que estamos cercados por todos os lados.
Apesar dos prejuízos à saúde serem maiores nas mulheres, em homens também pode afetar sua fertilidade, pois reduz a quantidade e qualidade dos espermatozoides além de aumentar os riscos de câncer de próstata.

Xenostrogênio x Gordura

Além de todos esses problemas gravíssimos, tem mais uma: O Xenoestrogênio ajuda a acumular a gordura visceral, aquela gordura resistente, que fica em volta da cintura, pneus e culotes, difícil de perder e que ocasiona diversos problemas de saúde, entre elas a obesidade e os riscos de infarto no miocárdio, além de diabetes tipo 2, colesterol alto e hipertensão.
Mas existem algumas dicas para amenizar a exposição dessa substância em nosso organismo, que também são conhecidas como desestabilizadores do sistema endócrino e assim prevenir desde os sintomas agudos da TPM como também diversas doenças graves.

Veja algumas delas:

1 – Evite tomar bebidas quentes em copos de plástico.
2 – Evite aquecer alimentos com filme plástico ou em recipientes de plástico no microondas.
3- Dê preferência à carne orgânica ao invés da carne onde foram usados hormônios do crescimento.
4 – Dê preferência às frutas, legumes e vegetais orgânicos, que não foram usados agrotóxicos. Ou desintoxique seu alimento na sua cozinha. Compre tintura de iodo e para cada 1 litro de água vc colocar 5 ml de iodo. deixe os legumes por 1 hora em um balde fechado. Depois jogue água fora. Pronto pra consumir
5 – Evite alimentos industrializados, com conservantes, corantes, metais pesados, pesticidas, herbicidas, esteroides, antibióticos, solventes etc.
6 – Antes de consumir frutas e legumes não orgânicos (com agrotóxicos e pesticidas), lave muito bem, remova a casca e evite comer as sementes.
7 – Usar outros métodos de controle de natalidade, além pílulas anticoncepcionais. Pílulas anticoncepcionais são feitos com uma alta concentração de estrogênio sintético que pode se tornar tóxica com uso a longo prazo. Use formas alternativas de controle da natalidade sempre que possível.
8 – Evite beber água diretamente da torneira. Utilize filtros que possam filtrá-la.
9 – Evite usar shampoo que tenha o estradiol como componente. O estradiol podem conter altos níveis de estrogênio ativo. Verifique o rótulo do frasco de xampu onde contem informações sobre o produto.
10 – Verifique a lista dos ingredientes do seu protetor solar e raios UV. Pesquisas indicam que certos produtos químicos encontrados em protetores solares podem imitar os efeitos do estrogênio. Cinco produtos químicos que se deve evitar são: benzofenona-3, homosalate, 4-metil benzilideno cânfora (4-MBC), octil-metoxicinamato e octil-dimetil-PABA.
11 – Evite usar embalagens que contenham ftalatos. Os ftalatos são compostos químicos utilizado ´como aditivo para deixar o plástico mais maleável. Pode ser encontrado em produtos como loções de bebê e até mesmo alguns cosméticos. Verifique a lista de ingredientes para garantir que estes produtos domésticos comuns estão livres desse composto potencialmente perigosos e prejudiciais.
12 – Diga não a pesticidas e herbicidas. Se você tem jardim e quer manter as pragas longe, use soluções simples e naturais como vinagre e sal misturado com água.
13 – Para conservar peixes, frutos do mar e crustáceos, muitas vezes são utilizados Xenoestrogênios, especialmente o propil galato, um conservante usado para evitar que óleos e gorduras se deteriorem. O outro é o 4-hexil-resorcinol, usado para evitar a descoloração de camarões e outros peixes.
14 – Evite usar panelas com teflon. Dê preferência à panelas de ferro, que além de ser menos prejudiciais, são mais duradouras.

Alimentos que combatem a ação do Xenoestrogênio

Como vimos, algumas ações podem diminuir a exposição dessa substância no organismo, porém é praticamente impossível nos livrar dele totalmente já que estamos cercados por ele por toda parte. Uma forma de ajudar o organismo a se livrar dele é através da alimentação.
Mantenha uma dieta rica em fibras
As fibras alimentares se ligam ao excesso de estrogênio e ajudam o corpo a expeli-lo como lixo orgânico. Os vegetais crucíferos e folhosos como brócolis e couve flor também ajudam a combater os efeitos do Xenoestrogênio, devido aos seus fitonutrientes como indol-3-carbinol (I3C).
Mantenha-se hidratado
Tenha uma boa ingestão diária de água, no mínimo de 8 copos por dia. A água ajuda a desintoxicar o corpo, ajuda a filtrar os rins e diminuir a toxicidade do organismo.
Diga não ao cigarro
O cigarro contém uma infinidade de patógenos, entre eles, o Xenoestrogênio.
Álcool com moderação
O álcool estimula o corpo a produzir mais estrógenos, além de interferir na capacidade dos rins de filtrarem os excessos de estrogênio
De olho na balança
O Xenoestrogênio causa excesso de estrogênio no corpo e isso causa ganho de peso e gordura abdominal em homens e mulheres. Uma forma de controlá-lo é manter o peso estável através de uma dieta equilibrada e atividade física. Aliás, se exercitar regularmente também ajuda a manter o equilíbrio hormonal, além de deixarmos mais saudáveis e com o corpo enxuto.
fontehttp://www.dietaemagrecerurgente.com/

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Margarina x Manteiga.

Margarinas e manteigas se diferem em muitos aspectos, a começar pela aparência, a manteiga é mais amarelada do que a margarina. Mas a diferença que queremos destacar neste contexto não é possível de ser visualizada a olho nu, é com relação ao tipo de cadeia carbônica que constitui estes alimentos. Tanto as margarinas quanto as manteigas são compostas por cadeias de hidrocarbonetos, a diferença está na saturação destas cadeias. 

Primeiro uma definição: 

Cadeia saturada: Cadeias com ligações simples entre carbonos.

Cadeia insaturada: Cadeias com ligações duplas entre carbonos. 

As cadeias saturadas se fazem presentes nas manteigas e as insaturadas nas margarinas. 

E qual a relação da cadeia saturada ou insaturada com a saúde? Este é justamente o ponto que queremos enfocar. Pesquisas mostram que compostos saturados se acumulam no organismo, e com o passar do tempo não conseguimos realizar o metabolismo de saturados. Este acúmulo pode originar em muitos males. 

A hidrogenação parcial de óleos vegetais dá origem às margarinas, estas contêm as chamadas gorduras insaturadas. 


Alimentos e suas vitaminas


Alimentos com magnésio:
  • Frutas e hortaliças: abacate, banana, folha de beterraba, beterraba, grão-de-bico, figo seco, feijão ervilha, mandioca (raiz), lentilhas, quiabo, batata com casca, fécula de batata, figo (seco), uva passa, algas marinhas, soja, espinafres, couve.
  • Grãos e derivados: (mais de 80% do Mg é perdido com a remoção do gérmen e das camadas externas dos grãos). Cevada, granola, aveia (grãos inteiros), farelo aveia, arroz integral, farelo de milho, farelo de arroz, farinha de centeio, farelo de trigo, gérmen de trigo, farinha de trigo integral, massas preparadas com trigo integral, cereais instantâneos ricos em fibras (ex. All Bran).
  • Nozes e sementes: * nozes e sementes secas fornecem mais Mg do que as torradas. Sementes de abóbora, girassol, gergelim. Amêndoas, castanhas, amendoim, pistáchios, soja, nozes.
  • Outros alimentos: melaço, manteiga de amendoim, produtos de soja (molho, farinha, tofu) camarão, ostra, fermento, leite em pó.

Para manter uma vida saudável e um bom funcionamento cerebral, os médicos indicam o consumo diário de 400 mg de magnésio.
A falta desse nutriente no corpo pode trazer sintomas desagradáveis para o individuo como a depressão, tremores, insônia, e insuficiência cardíaca.

Ingestão diária

A recomendação diária para adultos homens e mulheres é de 1.000 mg.
OBS: A absorção de cálcio pode ser prejudicada por alguns fatores, como a presença de ferro, um mineral presente em carnes e ovos principalmente. Por isso procure não consumir alimentos ricos em ferro junto com alimentos ricos em cálcio, como por exemplo: carne bovina.

Boas fontes alimentares de cálcio

  • Legumes e verduras : Muitos vegetais, especialmente os de folhas verdes, são ricas em fontes de cálcio. Tente nabiças, mostarda, couve, couve, alface, aipo, brócolos, erva-doce, repolho, abobrinha, feijão verde, couve de Bruxelas, espargos e cogumelos.
  • Feijão : Por uma outra fonte rica de cálcio, tente feijão preto,feijão, feijão branco, e ervilhas.
  • Ervas e temperos : Para um saboroso cálcio impulso, mas pequeno, o sabor a sua comida com manjericão, endro, erva tomilho, canela, folhas de hortelã-pimenta, alho, orégano, alecrim e salsa.
  • Outros alimentos : boas fontes de cálcio incluem salmão, tofu, laranjas, amêndoas, sementes de gergelim, melaço, e algas marinhas. E não se esqueça de alimentos enriquecidos com cálcio, tais como cereais e suco de laranja.

Alimentos ricos em Cálcio

Porção de (100gr) do alimento*cálcio (mg)
Amêndoa254
Brócolis, flores cruas400
Brócolis, folhas513
Bolo de trigo217
Couve-manteiga330
Castanha do Pará192
Coalhada490
Farinha Láctea260
Farinha de peixe4.610
Farinha de soja324
Feijão branco miúdo476
Flocos de cereais550
Leite condensado262
Leite de cabra200
Leite de vaca desnatado124
Leite integral909
Leite desidratado desengordurado1.500
Queijo minas frescal685
Queijo parmessão1.357
Queijo prato1.023


zinco é um dois minerais importante para o nosso organismo. O zinco se encontra no fígado, pâncreas, é indispensável à síntese de algumas enzimas, e sua grande parte é eliminado pelo o intestino. O zinco tem um papel importante na nutrição: os açucares e a proteínas dos alimentos são absorvidos em maior ou menor parte dependendo da sua presença, e ainda exerce uma ação benéfica na hipofise ( uma glândula situada na cavidade óssea localizada na base do cérebro, seu tamanho é de um grão de ervilha). Também é um ativador das funções genitais e das glândulas endócrinas.

Efeitos da carência de zinco no organismo?

- Atraso no crescimento
- Falta de memoria
- Depressão
- Cansaço e fadiga
- Impotência sexual
- Perda de peso
- Falta de apetite
- Dificuldade de cicatrização
- Queda de cabelo
- Unha quebradiças
- Problemas de pele, inclusive acne
Mas cuidado o excesso de zinco pode causar debilidade no sistema imunológico e  dos níveis do bom colesterol.

Frutas ricas em Zinco


Abacate, abacaxi e ameixa
  • Banana
  • Figo e framboesa
  • Maça, manga, melão e morango
  • Laranja, limão
  • Pera, pêssego
  • Uvas

Legumes ricos em zinco

  • Abóbora, acelga, alface e agrião
  • Batata, batata-doce, beterraba e brócolos
  • Cebola, cenoura, cogumelo, couve e couve-flor
  • Ervilha, espargo e espinafre
  • Fava, feijões, feijão verde e feijão branco
  • Nabo
  • Pepino e pimentão
  • Rabanete e  repolho
  • Tomate

Cereais e leguminosas ricos em zinco

  • Arroz, arroz integral e aveia
  • Centeio
  • Farinha e flocos de milho, farinha de trigo, farinha integral, pão de centeio e integral
  • Grão-de-bico
  • Lentilhas
  • Soja

Frutos secos ricos em zinco

  • Ameixa seca, amêndoas e amendoins
  • castanha de caju e castanha do pará
  • Nozes
  • Tâmaras
  • Uvas passas
Frutos do mar rico em zinco
  • Camarão e caranguejo
  • Delicias do mar
  • Lulas
  • Mexilhões
  • Ostras
Outras opções ricos em zinco
  • Carnes
  • Chá verde
  • Chocolate
  • Fígado
  • Leite e seus derivados (preferência à base de soja)

Quais os  alimentos ricos em ferro?

Entre os alimentos ricos em ferro que podem ser incluídos na dieta das crianças estão o brócolis, a carne de peru, ervilha seca, espinafre, feijão preto, fígado de boi e de galinha, gema de ovo, lentilha seca, patê de fígado e a soja.

Imagens de alimentos ricos em Ferro

[nggallery id=6]

Como aumentar a absorvição de ferro

É possível aumentar a capacidade de absorção do ferro, fazendo com que a criança consuma alimentos ricos em ferro, acompanhados de suco de laranja, limão ou acerola, uma vez que a vitamina C facilita o aproveitamento do ferro.

Alimentos que dificultam a absorvição de ferro

Refrigerante à base cola, chás e cafés possuem substâncias que diminuem a quantidade de ferro dos alimentos e devem ser evitados durante o almoço e jantar.
As refeições complementadas com leite ou sobremesas à base de leite costumam dificultar a absorção de ferro, nesse caso é recomendável um intervalo de três horas entre o almoço e o leite da tarde e o jantar e o leite da noite.
fibra
Uma alimentação rica em fibras é muito importante para a saúde, ela melhora o funcionamento do intestino, previne doenças do coração, câncer e diabetes. Os alimentos ricos em fibras  são comunmente utilizados em dietas e são muito indicados por nutricionistas para uma alimentação saudavel, existe até mesmo a própria dieta das fibras para redução de peso e também o suplemento ração humana rico em fibras, as fibras ajudam a aumentar a sensação de saciedade por permanecerem mais tempo no  estomago, ajudando a diminuir a quantidade de calorias a serem ingeridas durante o dia, ajudam também a acelerar o metabolismo por exigir mais tempo de digestão mantendo o aparelho digestivo trabalhando.
A troca de alimentos normais por alimentos ricos em fibras pode ser adotada facilmente, uma dica são os integrais, a outra o uso de grãos.
Os feijões, ervilhas, grão de bico, lentilhas e outras leguminosas podem ser colocadas em sopas, cremes, ensopados e saladas, pois são excelentes fontes de fibras. Prefira consumir arroz integral, cevada integral, farelos, trigo para quibe em sopas, saladas e pratos principais. Além de mais saudáveis, também ajudam a diferenciar o cardápio do dia-a-dia. As frutas e hortaliças como a maçã e a batata, também são ricas em fibras, que ficam concentradas em suas cascas. Faça saladas, recheios para sanduíches, tortas, sucos e coma frutas frescas.

Alimentos ricos em fibras

Cereais integrais: aveia, quinoa, arroz e pão integral, linhaça
Frutas: laranja, maçã, manga e ameixa, sempre com casca e bagaço
Vegetais:couve, repolho, agrião e berinjela
Grãos: feijão, lentilha, soja, ervilha e grão-de-bico

O que são os Carboidratos?

Os  carboidratos  são responsáveis pelo fornecimento de energia ao organismo. Portanto, devem estar em maior quantidade na dieta ou plano alimentar. 50 ou 60% das calorias consumidas por dia são proveniente deles. Os açucares são carboidratos simples. Amidos em batatas e cereais precisam ser quebrados antes de poderem ser absorvidos pelo corpo.
  • Os carboidratos são uma fonte importante de energia na sua dieta.
  • Procure comer mais alimentos com carboidratos e diminuir a gordura.
  • Os carboidratos complexos (amidos e fibras) fazem você se sentir satisfeito.
Os alimentos ricos em carboidratos : arroz, trigo, milho, aveia, etc), os tubérculos (batatas, mandioca, mandioquinha, etc) e os açúcares (mel, frutose, etc)

Quais os grupos de carboidratos

Eles são divididos em três grupos principais, sendo eles os monossacarídeos, dissacarídeos e polissacarídeos. Os dois primeiros são conhecidos como carboidratos simples, já os polissacarídeos são denominados carboidratos complexos.
Em geral, o grupo dos carboidratos simples é formado pelos açúcares. Ao contrário do que muitos acreditam, ele não está presente somente em doces, mas também nas massas, arroz, etc.
No caso dos carboidratos complexos, estes são compostos em sua maior parte por fibras solúveis (podem ser dissolvidas em água) e insolúveis (não podem ser dissolvidas em água).

Função dos Carboidratos

De forma geral, os carboidratos desempenham um papel extremamente importante em nosso organismo, pois é através deles que nossas células obtêm energia para realizar suas funções metabólicas.

Outros alimentos ricos em proteínas

Lista de alimentos ricos em proteínas com sua porcentagem por porção.
  • Lentilha (lentilhas têm uma proteína de 23,5%)
  • Atum de proteínas (23% por 100 gramas de Atum),
  • Lagosta, camarão, camarão … (Proteínas 20,1%)
  • Grão de bico (* Este feijão tem proteína de 20%)
  • Amêndoas (amêndoas têm 20% de proteína)
  • Ervilhas, feijão branco (Estes grãos contêm cerca de 19% de proteína)
  • Salmão (salmão é um peixe que têm 19% de proteína)
  • Bacalhau (17% do bacalhau é composto de proteína)
  • Pescada (Pescada tem 15,9% de proteína )
  • Clara de ovo (a clara do ovo tem 11,1% de proteína)



Potássio

potássio é um mineral necessário para nosso organismo. Ele tem um papel importante no funcionamento do músculo cardíaco e na libertação de insulina.
Vamos mostrar os sinais e sintomas das deficiências das principais vitaminas e sais minerais. Estes nutrientes essenciais são necessários para a manutenção de uma excelente saúde e para diminuir o risco de infarto do miocárdio e vários tipos de câncer. Eles fazem parte da matéria prima que nossas células utilizam para fabricar energia, hormônios, anticorpos etc. Você pode saber se está precisando de potássio, anotando o número de sinais e sintomas que está apresentando no momento, e seguindo as tabelas. Se chegar a conclusão da necessidade de uma determinada vitamina ou sal mineral você pode aumentar a ingestão dos alimentos ricos do nutriente deficiente. Oferecemos no site uma tabela de alimentos atualizada, com a quantidade do nutriente que pode estar faltando para você. Se ficar em dúvida consulte um médico. Não tome vitaminas, sais minerais ou qualquer tipo de medicamento sem receita médica.

Sintomas e efeitos da deficiência de potássio

1- Geral
  • sede
2-Humor
  • Irritabilidade
  • Nervosismo
  • Apatia / Letargia / Lassitude
3- S.N.C
  • Confusão mental
  • Ouço ou vejo coisas que eu não tenho certeza se realmente existem c – Insônia
  • Diminuição da memória
4- Neuro – Muscular
  • Fraqueza muscular
  • Fadiga / Cansaço
  • Câimbra a qualquer hora
  • Dores musculares (mialgia)
  • Formigamento / Adormecimento: mãos ou pés
5- Gastro – Intestinal
  • Náuseas / enjôo
  • Vômitos
6- Intestino
  • Tendência a intestino preso / ressecado e ele não funciona todos os dias
  • A eliminação de fezes é feita com esforço e ou dificuldade
7- Cardio – Pulmonar
  • Os batimentos do coração ficam fora do ritmo;
  • Palpitação / Batedeira / Taquicardia;
  • Rins
  • Urinar várias vezes ao dia
Se você está apresentando 7 destes sintomas, provavelmente está com deficiência de potássio

Alimentos ricos em Potássio

Alimento ( 100 gramas )
mgmedida caseiraPeso (g)
Farinha de soja25172 colheres de sopa20
Fécula de batata15902 colheres de sopa20
Damascos secos13661 porção30
Alga spirulina13663 colheres de sopa30
Alga agar-ágar11332 colheres de sopa30
Pistache com casca11001 porção30
Folha de beterraba cozida928½ xícara70
Truta6301 porção100
Abacate600½ unidade90
Acelga cozida5331 xícara180
Azedinha crua5201 xícara90
Inhame cozido4921 unidade média70
Broto de soja4851 xícara70
Banana4501 unidade70
Batata4201 unidade80
Melão3061 fatia100
Suco de maracujá2761 copo250
Suco de laranja2001 copo250

http://www.informacaonutricional.blog.br


Berço para bonecas

Reciclado de rolo de papel